• STATO

3 formas de dizer ‘não’ no trabalho sem se prejudicar

Em uma conferência realizada em 1997, o então CEO da Apple, Steve Jobs, resumiu a jornalistas a importância de definir prioridades no trabalho: “ter foco é saber dizer não, e o resultado são produtos realmente ótimos”, disse ele quando questionado sobre a estratégia da empresa. O tempo passou e provou que Jobs, uma das personalidades mais marcantes do século XX, estava certo.

Reflita sobre o pedido Quando recebemos um pedido de alguém no trabalho, a tendência é mostrar pró-atividade. Mas, uma resposta afirmativa imediata, dada sem a devida análise das consequências, pode significar problemas no futuro. A recomendação é pedir um tempo para refletir sobre as implicações da tarefa no seu dia-a-dia. Antes de dizer sim, analise se ela é pertinente ao seu escopo de atividades e qual seria a sua contribuição neste processo. Posteriormente, entenda como essa demanda pode afetar o seu cronograma, previamente definido com base em outras responsabilidades. Considere também se você está apto ou não a fazer o que foi pedido. A partir disso, você terá melhores condições para tomar uma decisão mais consciente.

Seja sincero Caso você tenha concluído que a tarefa pode impactar negativamente seu planejamento, diga não. A recusa a uma demanda repentina não significa que você é descompromissado, mas indica a existência de limites e prioridades. Ao optar por este caminho, esclareça educadamente os motivos para declinar do pedido e busque oferecer alternativas para ajudar a outra pessoa. Seja sincero e direto, não havendo necessidade de se desculpar por algo que não é prioritário para você ou para seu gestor.

Avalie mudanças necessárias Por falar no gestor, se o pedido vier diretamente dele, considere estratégias diferentes. Caso a tarefa chegue até você com status de urgência, converse com o supervisor para entender o grau de prioridade em relação às demais demandas em curso. Aproveite para compartilhar com ele a responsabilidade de definir o caminho a ser seguido, argumentando sobre os processos envolvidos. Por outro lado, se você julgar que a tarefa é impertinente ou menos importante que outros trabalhos em andamento, abra um canal de diálogo saudável para explicar seus pontos de vista e apresentar soluções para a questão.