top of page
  • Foto do escritorSTATO INTOO

A arte de dizer "não" no ambiente corporativo.



De acordo com a cultura corporativa, cultura regional ou até a personalidade do Executivo, é difícil dizer "não" para algumas demandas que podem prejudicar o dia-a-dia gerando acúmulo de tarefas e distanciamento do foco. Mas como dizer "não" para projetos, reuniões, tarefas, etc., sem parecer desconectado ou pouco engajado, e sem causar desconforto interno com os colegas de trabalho? Não existe uma fórmula, mas trazemos algumas dicas que podem facilitar:


  • Explique-se, na medida do possível e de forma simples, o porquê de não poder ajudar nesse momento. Deixe claro qual é o momento atual e quais são os impedimentos. Assim, o seu interlocutor não vai ter a sensação de que você não quer, mas vai saber porque você simplesmente não pode. Por exemplo: “No momento atual, tendo em vista as demandas que tenho em andamento, infelizmente eu não tenho como atender as expectativas do projeto”, ou ainda, "Infelizmente no momento não consigo disponibilizar o tempo e dedicação necessários para essa demanda/projeto, sem prejudicar outros que já estão em andamento".

  • Se a nova demanda vem do Gestor, você deve compartilhar seus projetos/demandas em andamento, listando as prioridades e buscar entender com o Gestor a melhor forma de readequar prioridades para atender a nova demanda, caso essa demanda realmente for prioritária sobre as demais.

  • Principalmente quando o pedido estiver distante do seu escopo, responda trazendo novas perspectivas que ressaltem este ponto, apresente pontos além do escopo como prazo, qualidade, experiência e até a necessidade de autorização do Gestor, tendo em vista que o pedido vai interferir com suas entregas atuais.

  • Contextualize e troque o "não" por colaboração de menor tamanho e dedicação, deixando claro seu interesse em colaborar da melhor forma para todos, sem prejudicar o projeto em termos de deadlines.

Por fim, lembre-se que um trabalho mal feito pode gerar efeitos negativos nas avaliações de desempenho, na forma como os demais colegas encaram suas competências e ser um detrator da sua carreira.


Publicação adaptada do artigo Work Speak: How to Say ‘No’ to Extra Work,” por Vasundhara Sawhney.

bottom of page