• STATO

Esteja alerta à sua tendência



Microgerenciamento - ser excessivamente acionado ou acompanhar em demasia- é certamente uma forma de desmotivar seus colaboradores e gerar perda de oportunidades de aprendizagem ao time. Aqui estão algumas dicas para assegurar que você não será um gestor de microgerenciamento.


  • Foque no resultado e não no processo: na próxima vez que você direcionar uma tarefa ou projeto, descreva o resultado que você deseja e não todas as fases ou metodologia que seu colaborador deve seguir. A meta é conceder autonomia e espaço necessário para que o colaborador se torne responsável pela entrega e a realize da melhor maneira possível.

  • Defina claras expectativas sobre feedback: no início de cada novo projeto, deixe claro quando e como serão concedidos feedbacks construtivos. Esses combinados prévios permitem que você possa interferir no fluxo do projeto quando necessário sem que essa interferência seja recebida de maneira abrupta e nem que o time seja surpreendido negativamente por essa ação.

  • Gerencie: em conversas com seu gestor fale sobre seu time, em como você dá o suporte necessário para que eles se desenvolvam, projetos que estão engajados e com resultados positivos, além de descrever quais são seus planos para o longo prazo. Esses feedbacks ajudam na construção de confiança, demonstram competência e removem algumas pressões relacionadas à liderança baseada em microgerenciamento.

Publicação adaptada do artigo “How to Stop Micromanaging and Start Empowering,” por Lia Garvin.