• STATO

Como recuperar a confiança da(o) chefe?

Errar é humano. Quem nunca cometeu um deslize no trabalho que atire a primeira pedra. Uma das consequências da maturidade profissional é assumir a falha cometida e suas consequências, buscar alternativas para neutralizá-la, e, mais importante, evitar que ela volte a acontecer. Esta é a postura que se espera de um colaborador interessado na evolução de sua carreira.

Reconquistar a confiança da chefia (e no trabalho como um todo) é necessário. A boa qualidade do ambiente de trabalho depende do relacionamento saudável entre gestores e equipe, de forma que ambas as partes precisam zelar por suas responsabilidades. Ao profissional que cometeu erros, cabe redobrar a atenção nas tarefas a partir das seguintes dicas abaixo:

1 – Compromissos em dia É comum perder a confiança no potencial de trabalho ou ficar paranoico com o receio da demissão diante de um grande deslize. Nesses momentos, o mais importante é manter o foco no dia-a-dia e revisar a qualidade das entregas. O desempenho de um profissional não é medido a conta-gotas, mas sim pelo escopo geral de suas ações ao longo do tempo.

2 – Seja consistente A regularidade é uma das principais marcas de um colaborador e, para isso, é preciso cumprir com as promessas feitas aos líderes. Palavras vazias, sem ações concretas, prejudicam a confiança porque quebram o elo que torna uma equipe vitoriosa. Ao perceber a possibilidade de não cumprir com o combinado (seja em termos de escopo ou de prazo de entrega), comunique imediatamente o fato ao gestor, peça ajuda para resolver o contratempo que impede o êxito e apresente uma proposta de solução.

3 – Comunicação A comunicação é importante não apenas nos momentos tensos, mas em todo o processo. Uma equipe que não interage tende a perder o foco e pode comprometer os objetivos estipulados. Além de deixar a liderança a par do andamento das tarefas, é recomendável entender a melhor forma de abordá-lo dia a dia e os momentos mais apropriados. Há pessoas mais práticas, que preferem interagir por mensagens de texto, e há as mais formais, que gostam de reuniões. Há as mais objetivas e as mais prolixas; conheça o estilo que melhor se aplica ao seu gestor.

4 – Pró-atividade Parece clichê corporativo, mas não é. Antecipar as necessidades da gestão é uma das medidas mais poderosas para recuperar a confiança dele. Daí a importância de visualizar as necessidades do trabalho de forma mais ampla, podendo contribuir com decisões mais estratégicas. Um profissional capaz de antever problemas do amanhã pode se tornar o “braço direito” do gestor, subindo degraus importantes na escada corporativa.