• STATO

Como ter uma comunicação assertiva nas empresas

Por essência, a comunicação é uma via de mão dupla, ou seja, uma conversa produtiva acontece quando emissor e receptor recebem as informações de forma semelhante. Sim, semelhante. Porque a linguagem é repleta de interpretações possíveis a partir dos termos e do tom utilizados. A diferença pode parecer sutil, mas existe. Por ex: os verbos “conversar”, “discutir” e “debater” têm significados diferentes quando aplicados, assim como “pedir” e “mandar” oferecem direções distintas ao rumo do diálogo. Com tantas variáveis envolvidas, fica evidente a importância de se comunicar adequadamente, especialmente no ambiente de trabalho.

A comunicação importa porque é o principal componente do relacionamento pessoal e profissional. No livro “A Comunicação Não-Violenta”, o autor Mashall B. Rosenberg incentiva relações de parceria e cooperação através da fala eficaz e que gera empatia. A premissa da obra literária é o de que toda a violência verbal decorre de uma necessidade não atendida, que provavelmente não foi devidamente comunicada e gerou frustrações. Daí a importância de prestar atenção à forma como mensagens são transmitidas, analisando se elas cumprem ou não com o objetivo estipulado.

O conselho vale para pessoas e também para organizações. A comunicação falha ou inexistente é uma realidade em muitos ambientes corporativos e pode acarretar prejuízos para os negócios. Segundo pesquisa feita pela empresa americana Spikes Cavell, 57% dos projetos que não alcançaram resultados esperados falharam devido a problemas de comunicação. Os erros de comunicação podem resultar do desconhecimento do público interno, de campanhas deslocadas da realidade da empresa, da transmissão inadequada de posicionamento e até de comunicados em excesso.

Confira abaixo dicas para melhorar a comunicação na empresa

Objetivo A comunicação é um ato estratégico de transmitir uma mensagem. Considerando este ponto de partida, é fundamental que se saiba qual é o objetivo ao redigir um informe ou e-mail e a qual público ele será direcionado. Um conteúdo enviado a uma equipe específica tende a ter tom e linguagem diferentes daquele enviado a todos os colaboradores. É fundamental atentar para esta necessidade.

Clareza A maior responsabilidade na comunicação é de quem a emite. Por isso, é fundamental revisar o conteúdo para garantir que todos os elementos necessários para a compreensão correta da mensagem estão ali contidos. Evitar ruídos na interpretação contribui para deixar todos os colaboradores “na mesma página”, aumentando o engajamento.

Transparência Já a clareza depende da transparência. É interessante perceber que as empresas cujos valores e missão estão amplamente difundidos entre os colaboradores costumam ter mais facilidade para se posicionar. Organizações que valorizam e praticam transparência na relação com os funcionários se sentem mais à vontade para emitir comunicados objetivos e honestos.

Múltiplos canais Vá além do e-mail. Espalhe a mensagem pelo maior número possível de canais internos, garantindo a expansão do conteúdo, como TVs corporativas, grupos de mensagens, intranet e informes colados nas paredes, que também podem vir acompanhados do código QR Code para leitura direto no celular. Use a tecnologia a seu favor.