• STATO

Dicas de uso do home office para enfrentar o #coronavírus

O número de casos confirmados de coronavírus no Brasil aumenta exponencialmente (são 200 no momento em que este texto é produzido) e continua a espalhar apreensão. Uma série de atividades coletivas já estão suspensas e/ou severamente restritas ao redor do País, gerando incertezas de naturezas variadas. A mudança de rotina também afeta as empresas, que têm ampliado a adoção do home office em meio à pandemia visando a segurança dos colaboradores.

Por ser um evento sem precedentes na História recente, a ampla e rápida disseminação do coronavírus no mundo traz cenários inéditos. Comitês de crise foram criados de última hora para definir planos de ações emergenciais a fim de conter o pânico que se instaura. E um dos assuntos que têm sido discutidos nas organizações é como estabelecer fluxo de trabalho remoto adequado. O desafio é garantir a adoção das melhores práticas de saúde e evitar danos graves ao desempenho dos negócios.

Momentos excepcionais exigem soluções excepcionais. De um lado, as empresas buscam alternativas para viabilizar o home office funcional em escala nunca antes experimentada; de outro, colaboradores precisam fazer a sua parte, seguindo as recomendações de saúde, evitando se locomover pelas cidades, e mantendo o foco na realização de suas funções remotamente. Abaixo, você confere dicas para tornar o trabalho a distância eficiente. Confira:

Alinhe expectativas O primeiro passo é conversar com o gestor e buscar se informar sobre as práticas adotadas pela empresa neste momento. Havendo possibilidade de fazer trabalho remoto, alinhe detalhadamente as expectativas sobre as entregas durante o período. Determine, em parceria com o gestor, como será o expediente e de que forma as entregas serão feitas. Lembre-se: transparência e confiança são dois dos principais elementos que permitem a comunicação efetiva entre pessoas remotamente.

Cuide da infraestrutura Quem trabalha em casa já conhece os detalhes conceituais e técnicos que envolvem o home office. Para aqueles que ainda não o fazem, algumas dicas relevantes: revise a qualidade da conexão de internet para garantir bom desempenho em reuniões online; preocupe-se com o local de trabalho, fazendo eventuais alterações de decoração para preparar o ambiente em caso de videoconferência; garanta que os trajes utilizados no dia-a-dia sejam os mesmos adotados no trabalho presencial, assim como a postura.

Defina prazos e trace o planejamento Home office não são férias. Tendo consciência disso, é importante determinar prazos diários para o cumprimento de tarefas e agir conforme o combinado. Traçar planejamento sólido é fundamental para manter o foco e não comprometer entregas neste momento que já é delicado por uma série de razões. A principal recomendação é listar demandas a serem solucionadas e seguir ponto a ponto. Caso haja necessidades adicionais, aproveite para compartilhá-las com as pessoas responsáveis a fim de agilizar o fluxo de produção e garantir o seu devido cumprimento.