• STATO

4 dicas para estabelecer – e atingir – suas metas em 2020

O ano está terminando, e a época não poderia ser mais propícia para reflexões. Na esfera profissional, é hora de relembrar conquistas, aprender com erros, revisar processos e projetar desempenho melhor para 2020. E o primeiro passo é saber o que se deseja alcançar.

Para auxiliar os profissionais a estabelecerem metas visando o ano que vem, os especialistas em carreira da STATO indicam 4 passos estratégicos. Afinal, toda trajetória corporativa precisa ser planejada antes de executada, garantindo mais chances de obtenção de sucesso.

Confira, abaixo, as recomendações para iniciar o ano novo com o pé direito na carreira.

Estabeleça um objetivo claro Ao vislumbrar oportunidades para 2020, é importante que o profissional tenha em mente a diferença entre objetivo e meta. Objetivo é a expectativa do resultado a ser alcançado ao final de determinado processo, que será composto por várias etapas. Por exemplo: conseguir um novo emprego é um objetivo palpável, mas para que ele efetivamente seja alcançado, é preciso partir para o lado prático, ilustrado pelo ponto número 2.

Tenha metas viáveis Se o objetivo para o ano que vem é mudar de emprego, quais serão as atitudes que o levarão até lá? Neste momento, é preciso pensar de forma organizada e pragmática, lançando mão de metas concretas e viáveis. Para facilitar o processo, visualize as necessidades envolvidas e estabeleça o passo a passo levando em consideração a sua disponibilidade para tal. Não adianta traçar metas audaciosas para curto período de tempo sabendo que elas não poderão ser cumpridas como previsto. 

Crie indicadores confiáveis  A mensuração de resultados é o melhor caminho para saber se o planejamento está indo na direção correta. Portanto, crie indicadores reais que permitam, a qualquer momento, ter uma visão clara do andamento dos processos e, consequentemente, possibilitam a realização de ajustes necessários. No caso de quem está à procura de um novo desafio profissional, os indicadores podem ser a quantidade de currículos enviados e o número de entrevistas geradas, por exemplo. 

Trabalhe com prazos e prioridades  Metas e objetivos costumam sair do papel com mais facilidade quando existem prazos definidos. Durante o planejamento, é recomendável dividir o trabalho em fases que podem ser mensuradas desta forma. Por exemplo: o candidato a um novo emprego pode dedicar os primeiros 15 dias à busca de empresas alinhadas com o seu perfil e posições às quais ele gostaria de se candidatar para, então, iniciar a fase de envio de currículos. O mesmo pode ser aplicado ao período de networking, resgatando contatos e agendando conversas que podem ser úteis no processo de recolocação profissional. Inevitavelmente, como acontece em todos os processos da vida, é necessário estipular prioridades para fazer o plano virar realidade.